Reiki

Reiki é uma palavra de origem japonesa, mas não é uma técnica japonesa. Na verdade ela foi redescoberta no Japão no século XIX pelo Dr. Mikao Usui e propõe a harmonização natural dos campos energéticos através do contato das mãos.


Culturas milenares como a dos Tibetanos, Gregos, Romanos, Egípicios, Chineses e Japonese já possuíam conhecimento da natureza do espírito, da energia e matéria para curar.

Algumas civilizações reconhecem esta energia por diferentes nomes. Chi pelos chineses; Luz ou Espírito Santo pelos cristãos; Prana pelos hindus; Mana pelos kahunas; Energia Bioplasmática por pesquisadores ocidentais.

O Reiki é eficaz na harmonização dos campos energéticos, não se prende a nenhuma crença, filosofia, doutrina ou religião para manter a saúde e bem estar. Ela permite ser canal de Energia Vital. E essa energia flui através de nossas mãos para despertar em si a capacidade de auto-cura que todo ser vivo possui.

No Reiki, o terapeuta é apenas um canal para essa energia, abrindo caminho para a área do corpo que necessita de tratamento, não significa que ele substitui um tratamento médico/fisioterapêutico, mas ele complementa e potencializa outros tratamentos.
Entre outros benefícios, traz clareza mental, expande a consciência, desperta a auto-estima e proporciona crescimento, bem-estar e auto-realização. É uma energia que uma vez ativada no organismo, ali permanece energizando e ativando todo sistema do organismo que recebeu a aplicação.

O Reiki é útil para pessoas, animais, plantas e situações. E por ser uma onda radiofônica pode ser aplicada no local ou à distância; até crianças podem praticar. Reiki só pode ser usado para o bem, somente o que é da ordem divina.
O tratamento com Reiki é composto de várias sessões, iniciando com quatro sessões consecutivas e mais oito sessões uma vez por semana.
Em casos mais grave, mais sessões deverão ser efetuadas.

Pode-se dizer que é uma técnica maravilhosa e completa por si só, trazendo uma sensação extremamente relaxante ao final.