Saúde, pisar no freio ou no acelerador? Como os conflitos vividos interferem nas doenças

Numa época de Vida onde tudo está fora de ordem, onde o tempo voa, e estamos sempre com o pé no acelerador, surgem algumas preocupações e inquietudes. Por exemplo, a palavra Doença? isso te assusta…? Será que as enfermidades são uma forma do nosso corpo dizer: Para tudo e olha pra mim? olha pra o que está acontecendo?

Segundo Dr. Hamer, médico alemão descobridor da Germânica Heilkunde – ou Nova Medicina Germânica, o corpo jamais faria algo contra si mesmo. Segundo seus estudos as “doenças” não são algo ruim, mas sim uma resposta do corpo diante um conflito biológico.  

Na maioria das vezes esse conflito vivido (DHS) é um evento tão chocante e inesperado na sua angústia que a mente consciente não pode processá-lo e a doença ocorre na forma de uma resposta de adaptação compensatória – ativando um programa biológico. Isso para nos ajudar a sobreviver nesse momento tirando o sofrimento da psique e transferindo-o para o corpo físico.

É aí que uma gastrite surge após uma contrariedade, uma dermatite após uma separação ou perda de contato, a dor nas costas por se submeter a algo ou alguém e sofrer com a auto-desvalorização, quando muitas vezes fazemos aquilo que não queremos ou não podemos fazer aquilo que desejamos.

A cistite aparece diante do medo de perder território, ou para afastar alguma coisa de si e demarcar território, assim como a dor de cabeça por desvalorização de si, não se achar capaz, não se sentir competente, etc..

As alergias respiratórias com aquilo que “cheira mau”, ou aquilo que “não cheira bem” em uma situação real, ou quando “fareja que algo não cheira bem”.

Problemas de memória, estados de depressão ou instabilidade de humor, falta ou excesso de apetite, gripes, rinites, inflamações, todos esses sintomas estão por trás de situações que precisam ser olhadas e tratadas.

Esses são alguns exemplos corriqueiros de como a todo momentos passamos por conflitos vividos na psique e que são sentidos no corpo físico, e que nos deixam a pergunta, o que minha Alma está pedindo para que eu olhe? o que ela quer me dizer?

Existem inúmeras ferramentas capazes de apoiar e trazer equilíbrio entre a medicina convencional e medicamentosa como as Terapias integrais que atuam de forma mais natural porém com bases científicas como a Acupuntura, a Medicina Germânica, a Microfisioterapia e outras holísticas como a Constelação de Bert Hellinger e o Reiki.

Busque sempre as melhores alternativas para que seu coração e sua mente se sintam em paz.

 

Dra. Fabiola Cristina Broch

Fisioterapeuta

Leave A Response

* Denotes Required Field